Gameterapia Pélvica e o novo Game Biomovi: Block Breaker e BioFarm VR BioSpace VR

O primeiro curso formal de Gameterapia Pélvica (inédito no Brasil) aconteceu em setembro de 2015, em Recife, por convite da Dra Silvana Uchôa, que também foi responsável pela ideia de juntar o programa do curso de gameterapia pélvica ao do curso de Aplicativos Android e IOS além dos recursos do Google aplicados ao dia a dia do profissional. Faz parte ainda do curso o planejamento de como montar o consultório para esta atividade e toda assessoria pós curso nas dúvidas que podem surgir.
A ideia deste programa, misturando biofeedback eletromiográfico, gameterapia, aplicativos e recursos do Google, surgiu depois de um curso que participamos na Holanda, onde ela me viu ensinar os usos de Apps (Android e IOS) e do Google tanto para auxiliar no tratamento como para gerenciar consultório para algumas amigas e sugeriu que eu deveria juntar no programa do curso.
E assim surgiu o curso de Gameterapia Pélvica que já foi realizado em vários estados e em janeiro de 2017 tivemos a décima turma.

Para quem já atua em Fisioterapia Pélvica. É um curso avançado no tratamento das disfunções do assoalho pélvico de crianças e adultos, mulheres e homens inclusive geriatria. Técnica indicada na intervenção das várias fases de atuação da fisioterapia, integrando a terapêutica de cinesioterapia e reabilitação funcional, com ou sem a associação ao biofeedback eletromiográfico ou pressórico ou ainda a outros recursos como cones vaginais, educadores perineais, trampolim, cargas extras etc, sempre com o objetivo de reabilitar função e continência. O fato de ser um recurso lúdico promove a adesão do paciente ao tratamento, tornando o processo de reabilitação divertido. Sempre com a presença e orientação de um profissional capacitado.

 

No Rio de Janeiro as turmas são de no máximo 6 alunos, com o objetivo de ter um melhor aproveitamento, onde o participante tem contato com um ambiente planejado para a utilização dos games no dia a dia, realizando a prática com os games comerciais (Wii e Wii U com Balance Board e Xbox 360 e Xbox One com Kinect) além dos Biogames da Miotec e dos novos lançamentos desta empresa: Biomovi: Block Breaker, BioFarm VR e BioSpace VR, de cujo desenvolvimento participei desde os testes de produção. No caso do Block Breaker fiz parte do processo desde a idealização e concepção, tendo sido convidada pela empresa a contribuir como a fisioterapeuta da equipe de desenvolvimento.

Estamos trabalhando neste projeto já há algum tempo e ver a repercussão disso dá uma felicidade… nos enche de orgulho e certeza de que já deu certo!!!! Obrigada Fabiano Pires Ergoni, Tulio Arrial e a toda Miotec pelo convite para participar no desenvolvimento deste projeto e de outras idéias que já estão em planejamento.